FREGUESIA DE MÓS - ANTIGA VILA MEDIEVAL - [NO INTERIOR TRANSMONTANO - VISITE]

LIVRO
⇔ LIVRODEVISITAS ⇔
VISITAS

Mós -  Antiga Vila Medieval

↑ Grab this Headline Animator

minas gerais

Enquanto houver Verão e noites boas os arraiais perpetuarão a mescla do sagrado e do profano. Foi o que aconteceu ontem no Santo Antão da Barca, na tradição que junta mais de uma dúzia de freguesias, de um lado e de outro do rio Sabor, mas a que Mós não se costuma associar, talvez por não beneficiar directamente dos ares desse rio. Esperemos que tal venha a suceder com a barragem. Há males que vêm por bem.

O sul de Itália é mais atrasado que o norte. Em Portugal, como no Brasil, o atraso tem um nome: nordeste. Os de cá não gostam mas é assim. Há índices que o medem. E, no entanto:

- Há por aqui gente que vive muito bem, outros bastante bem.

- Como o produto da terra escoa de um modo geral mal, em termos de preços que compensem, há fartura para pessoas e animais, entremeada por largos períodos de falhas, é certo.

- A vida continua com traços de sempre e o banditismo, roubo ou sacanice que nas cidades grandes estranhos (uma minoria, é certo) praticam é por aqui quase inexistente.

- Os produtos alimentares locais são de um modo geral de melhor qualidade do que os que vêm de fora.

- Há sinais crescentes de qualidade de vida com (demasiado) pouca gente e consequentemente sem atropelos.

- Não faltam piscinas municipais, campos de jogos e até salas de cinema e bibliotecas, as vilas estão equipadas.

- As espeluncas foram, nas aldeias, praticamente exterminadas.



Vistas as coisas, o atraso que atribuem a Trás-os-Montes e que temos de aceitar - a ciência e a estatística dão-no como certo - só pode provir da falta de atenção a aspectos de pormenor, prioridade ou sequência na super-estrutura dos poderes locais, anichados como se cada um fosse um país. Se a regionalização previsível e por muitos esperada for comandada do litoral-norte ficaremos na mesma ou pior. Talvez seja preciso bater mais no fundo para virar a página, mas ninguém arrisca o como e o quando. Há que ver o nosso quintal mas fundamentalmente muito além dele.

Há «chãos» irremediavelmente perdidos para o javali, o que, por si só, é curto e não nos tira da situação de precariedade que nos é endemicamente atribuída e não são os arremedos ciclicamente festivos que a fazem atenuar ou modificar.
A obra a empreender exige vocação de estadista que escasseia cada vez mais. Muitos de nós assistirão apenas ao arrastar do que está, dada a limitação da vida humana. As vias rápidas que aí vêm (Mós beneficia também, ainda que não tenha nenhuma à porta) encurtarão a duração das viagens de ida e volta a Lisboa e ao Porto em uma hora e em meia hora, respectivamente, mas, ao contornarem o perímetro habitado, como por exemplo em Meirinhos, cavarão também micro-isolamentos, já que as pessoas não pararão tantas vezes e os percursos intermédios ver-se-ão curto-circuitados empobrecendo o comércio de estrada, por assim dizer.

Toda a vasta área de terra que nos cerca poderia servir para treino e exercício de novos exércitos a inventar. Faltam comandantes com provas dadas e súbditos que executem com sentido coerente um outro Portugal que o nosso coração colectivo vem pedindo. Um dia virá em que a ousadia vença a resignação.

0 comentários:

Enviar um comentário

Antes de Comentar identifique-se saiba que este espaço tem localização de IP e rede, e através destes meios sabemos de onde vêm, os comentários anónimos serão sempre analisados, antes de serem publicados.
Os Comentários deste Blog/Site são publicados sem edição prévia, pelo que pedimos que respeite os nossos Critérios de Publicação. O seu endereço de IP e Rede não serão divulgados, mas ficarão na nossa base de dados. Não são tolerados neste blog/site comentários ofensivos. As caixas de comentários servem para abrir o debate ou entregar sugestões sobre os textos mas não são espaços para a calúnia ou comentário maldicente....

AVISO:-

O comentário será retirado do blog se:
- Não tiver relação com o assunto do post ou com o blog;
- Fizer propaganda (de qualquer espécie);
- Incluir links desnecessários( pornografia e outros sem interesse sem assunto do post).

Solicitamos que não submeta o seu comentário mais de uma vez.

FREGUESIA DE MÓS - ANTIGA VILA MEDIEVAL

Todo o conteúdo deste Blog/Site é informativo tem como principal objectivo dar a conhecer a freguesia de Mós "ANTIGA VILA MEDIEVAL" - Concelho de Torre de Moncorvo, não se pretende concorrência com outras páginas, regionais e locais, nem se pretende qualquer divisão, não são aceites artigos e assuntos relacionados com política nem publicidade comercial. Todas as fotografias são dos autores devidamente identificados agradeço que não efectuem cópias nem que sejam utilizadas sem autorização dos mesmos, informa-se que o identificador de IP e de rede local se encontra activado, podendo ser fácil de identificar o autor da cópia.
Obrigado

Benvindo ao Blog/Site da Vila Antiga Medieval de Mós -PARTICIPE - DIVULGUE - COLABORE - Aceitamos Colaboradores para editar e publicar Textos e Fotografias Próprias - Todo o conteúdo do Blog/Site é protegido pelas leis de direitos de autor e direitos conexos, proibido fazer cópias, reprodução, difusão, transmissão, utilização, modificação, venda, publicação, distribuição ou qualquer outro uso, na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados por lei, nomeadamente o direito de citação, desde que claramente identificada a sua origem, todas as fotos deste Blog/Site terão a partir de hoje 03/02/2009 o carimbo do Blog/Site e o nome do seu autor/fotografo,para evitar o uso abusivo das fotos aqui publicadas, caso de dúvidas CONTACTE ADMINISTRADOR OU OS COLABORADORES

OBRIGADO

Map IP Address
Powered by

eXTReMe Tracker

TOPO

-OBRIGADO VOLTE SEMPRE - GO BACK THANK YOU ALWAYS - DE RETOUR À LA LISTE TOUJOURS VOUS REMERCIER - VOLVER ATRÁS GRACIAS SIEMPRE -TORNA INDIETRO RINGRAZIO SEMPRE - GEHEN SIE ZURUCK VIELEN DANK, DASS SIE IMER-

©-Mós-Blog-Edição 2012-Administrador
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape